Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Controle a sua glicemia com a zonediet

Segunda-feira, 23.03.15

proteina.jpeg

A evidência científica actual mostra que aumentos marcados nos níveis de glicose pós-prandial é um forte contribuinte para o mau controlo da glicemia e está associada a um risco aumentado para o desenvolvimento de diabetes tipo 2 e complicações cardiovasculares.
Um recente estudo comparou as mulheres jovens que habitualmente saltam o pequeno-almoço com aquelas que rotineiramente tomam o pequeno-almoço e constatou que as suas respostas metabólicas ao comer um pequeno-almoço rico em proteínas eram diferentes. Quem habitualmente salta o pequeno-almoço apresenta um pior controlo da glicemia ao longo do dia comparativamente a quem consumia um pequeno-almoço rico em proteínas. Enquanto que aqueles que normalmente tomam um pequeno-almoço rico em hidratos de carbono melhoram o controlo da glicemia depois que comeram um pequeno-almoço rico em proteína.
Para quem saltava habitualmente o pequeno-almoço comer um pequeno-almoço rico em proteína levou a níveis de glicose elevados ao longo do dia, enquanto que o PA rico em hidratos de carbono não influenciou essas respostas. No entanto, entre aqueles que, rotineiramente, tomavam o pequeno-almoço, os pequenos-almoços ricos em proteína conduziram à redução dos níveis de glicose ao longo do dia. Estes resultados podem indicar um aumento da incapacidade entre os que saltam o pequeno-almoço para metabolizar uma grande quantidade de proteína. No entanto, os dados sugerem que uma vez que alguém começa a tomar o pequeno-almoço, deve faze uma transição gradual para um pequeno-almoço com mais proteínas - para provocar melhorias no controlo glicémico.

Com a zondiet opte por alimentos alimentos favoráveis como ovos mexidos, carnes magras, iogurte magro ou pode ainda recorrer às proteínas em pó da Enerzona para enriquecer os seus batidos.

 

Mantenha-se na zona, a sua saúde agradece!
Conheça os nossos produtos e as nossas consultas online

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ZoneDiet às 09:00

Vegetarianismo compativel com a dieta da Zona

Sexta-feira, 07.11.14

vegetarianismo.jpg

Os que seguem uma alimentação vegetariana podem entrar na Zona desde que sejam eliminados alguns alimentos. Quem pratica uma alimentação vegetariana deve dar especial atenção aos alimentos de origem proteica. Neste caso de proteína vegetal. Uma das melhores fontes de proteína vegetal é o tofu de aspecto sólido ao contrário do tofu mole que tem uma consistência mais suave, com a desvantagem de ser mais rico em hidratos de carbono. As fontes tradicionais de proteína vegetal como o feijão (branco, preto, encarnado etc.), as lentilhas, o grão-de-bico, favas, ervilhas etc. contêm uma quantidade demasiado elevada de hidratos de carbono em relação ao seu conteúdo em proteínas, É por este motivo que na dieta da Zona as leguminosas são consideradas unicamente fontes de hidratos de carbono e devem ser preparadas com alimentos proteicos.
Atualmente existe uma grande variedade de produtos à base de soja que imitam a carne, como as humbúrgeres; todo o tipo de salsichas de tofu e soja; a proteína de soja em pó; que além de ser muito rico em proteína, também contêm uma ampla gama de aminoácidos. Uma excelente opção para enriquecer os pratos ricos em hidratos de carbono (típicos da alimentação vegetariana) é adicionar proteína em pó de soja.

 

Mantenha-se na zona, a sua saúde agradece!
Conheça os nossos produtos e as nossas consultas online

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ZoneDiet às 09:00

Pequeno-almoço rico em proteínas ajuda a equilibrar o mecanismo de saciedade

Segunda-feira, 27.10.14

peq.jpg

De acordo com Centro para Controlo e Prevenção de Doenças (CDC), muitos adolescentes saltam o pequeno-almoço, o que aumenta a probabilidade de comer demais e um eventual ganho de peso. Segundo um estudo recente tomar o pequeno-almoço rico em proteínas aumenta os níveis de uma substância química do cérebro (dopamina) associada a sentimentos de recompensa que pode reduzir os desejos por comida e comer em excesso ao final do dia. Compreender a química do cérebro e o seu papel nos desejos de comida pode levar a melhorias na prevenção e tratamento da obesidade.

Nos indivíduos com excesso de peso os níveis de dopamina estão reduzidos, o que significa que é preciso muito mais estímulo – muitos mais alimentos - para provocar sentimentos de recompensa.

Assim podemos contribuir para o equilibrio da dopamina usando como solução os ovos ao pequeno-almoço, dobrando a dose de iogurte ou recorrendo às proteínas em pó da Enerzona  para enriquecer batidos.

 

Mantenha-se na zona, a sua saúde agradece!

Conheça os nossos produtos e as nossas consultas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ZoneDiet às 09:00

Proteína Whey

Sexta-feira, 22.08.14

 

 

 


A proteína whey é facilmente incorporados em batidos ou simplesmente em água.


Muitos estudos mostram que melhora os níveis de glicose no sangue, a resposta da insulina, diminui a pressão arterial e ajuda na melhoria do perfil lipídico. Para além destas vantagens, para os atletas a proteína whey ajuda a conservar e a aumentar a massa muscular.


A proteína whey apresenta efeitos muito benéficos na performance e composição corporal. Geralmente a sua ingestão justifica-se após treinos de média ou alta intensidade (por exemplo batido com whey protein + 2kiwis + água).

 

Também se justifica a sua ingestão durante o dia como forma de variar na origem da proteína utilizada. São necessários cerca de 20-30g de proteínas a cada 3 horas para maximizar o efeito dos treinos. Isto corresponde a um pequeno bife de 100-150 g (a cru) ou 3-4 ovos. Em alternativa batidos com a proteína whey podem ajudar a que não passe o dia a comer bifes ou ovos.

 

Mantenha-se na zona, a sua saúde agradece!


Conheça os nossos produtos e as nossas consultas online!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ZoneDiet às 10:00

Ovos – uma boa ajuda para cumprir a Zone Diet

Sexta-feira, 20.06.14

Já lá vai há algum tempo, desde que existia um medo exagerado do consumo de ovos. Mas ainda continua a haver alguma controvérsia. Quantos ovos podemos comer? Devemos comer ovos ou não?


Os ovos, principalmente biológicos, são alimentos saudáveis que fornecem proteínas e fosfolípidos com muito interesse.
Um pequeno-almoço com ovos mexidos é um bom exemplo de pequeno-almoço saciante. Mas também os podemos usar nas refeições principais – nesse caso não precisamos de comer nem carne nem peixe.

Uma investigação publicada na Atherosclerosis mostrou que o risco cardiovascular não aumenta com o consumo de ovos e estes até ajudam na melhoria dos níveis de vitamina D. É o conjunto dos nossos hábitos alimentares e estilo de vida que condiciona o risco cardiovascular e não só o consumo de ovos. 
Se gosta de ovo, use-o ao pequeno-almoço quanto tiver oportunidade ou substitua a carne/peixe por 2 ovos para variar. A sua refeição estará mais próxima da Zona!

Mantenha-se na zona, a sua saúde agradece!
Conheça os nossos produtos e as nossas consultas online

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ZoneDiet às 09:00

Zone Diet melhora casos de Diabetes tipo 2 e excesso de peso

Segunda-feira, 16.06.14

Uma investigação da Universidade de Viena teve como objectivo verificar os efeitos de um aumento de valor proteico na alimentação, juntamente com suplementação de ómega 3. Verificaram-se o controlo glicémico e marcadores de inflamação. 


30 pacientes com diabetes tipo 2 seguiram a Zone Diet durante 6 meses. Após esse período, os valores de Hemoglobina Glicada (que representa o controlo dos açúcares nos últimos 3 meses), proteína C reactiva, peso, perímetro da cinta e gordura corporal, estavam melhores.

Aconselhar um aumento proteico acompanhado de baixo índice glicémico e cuidado/moderação no tipo/quantidade de gorduras, juntamente com uma suplementação de ómega 3 parece ser uma estratégia eficaz na melhoria de pacientes com diabetes tipo 2 e excesso de peso.

Mantenha-se na zona, a sua saúde agradece!
Conheça os nossos produtos e as nossas consultas online!
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ZoneDiet às 09:00

Proteína Vegetal diminui Risco Cardiovascular

Segunda-feira, 12.05.14

De acordo com estudo de revisão publicado no “Canadian Medical Association Journal”o consumo diário de uma porção de leguminosas como feijão, ervilhas, grão-de-bico ou lentilhas pode reduzir significativamente o chamado “mau” colesterol e consequentemente o risco de doença cardiovascular. De acordo os autores o consumo diário destas leguminosas pode diminuir o colesterol LDL cerca de 5% o que se traduz numa diminuição de 5-6% no risco de desenvolvimento de doença cardiovascular, a principal causa de morte na população portuguesa, tal como em todos os países europeus e nos EUA. 

Ao incluir estes alimentos na sua dieta zona estará a introduzir alimentos favoráveis uma vez que as leguminosas apresentam:

- um baixo índice glicémico ou seja, são alimentos que se degradam lentamente e
- contribuem para o aumento da saciedade pela sua riqueza proteica
- apresentam adicionalmente um baixo custo.

Mantenha-se na zona, a sua saúde agradece!
Conheça os nossos produtos e as nossas consultas online!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ZoneDiet às 09:00

DIETA RICA EM PROTEÍNAS DIMINUI DECLÍNIO FUNCIONAL

Segunda-feira, 28.04.14
De acordo com um Estudo publicado no "Journal of the American Geriatrics Society" a adoção de uma dieta rica em proteínas, especialmente de origem animal, poderá ajudar os idosos a manter um elevado nível físico, psicológico e função social.

Devido ao aumento de esperança de vida, há cada vez mais idosos a viver com declínio funcional, tanto ao nível da sua capacidade cognitiva, como na realização das suas atividades diárias. Este declínio pode ter efeitos consideráveis tanto na saúde e bem-estar dos idosos, como nos seus cuidadores.

O estudo incluiu 1.007 indivíduos com uma média de 67,4 anos e concluiu que os indivíduos que consumiam mais proteína apresentavam um risco 39% menor de ter um declínio na função cognitiva. A identificação dos fatores nutricionais que contribuem para a manutenção de uma elevada capacidade funcional é fundamental para prevenir a futura deterioração da realização das atividades quotidianas, ajudando os idosos a manter a sua capacidade funcional. 

Ao manter-se na zona, a sua saúde agradece!

 

Conheça os nossos produtos e as nossas consultas online!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ZoneDiet às 09:00

Comer mais proteínas para comer menos?

Segunda-feira, 14.04.14

O efeito inibidor de apetite exercido pela proteína pode ser uma alavanca para travar o excesso de peso e o aumento exponencial da obesidade nos países mais desenvolvidos.

 

De acordo com um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, de janeiro de 2013 a quantidade de proteína ingerida pode influenciar a ingestão calórica total.

 O estudo envolveu 40 homens e 39 mulheres que seguiram um plano, em que cada refeição consistia em 5%, 15% ou 30% de calorias como proteína durante 12 dias.

 

No final, verificou-se que pessoas que comeram refeições com 30% de proteína tinham um consumo de energia total em cada refeição mais baixa em comparação com os outros grupos.

 

Salienta-se assim a importância da proporção entre os macronutrientes no controlo do apetite e consequente ingestão calórica ou seja, a proporção entre proteínas, hidratos de carbono e gordura em cada refeição tal como a dieta zona indica.

 

Mantenha-se na zona, a sua saúde agradece!

Conheça os nossos produtos e as nossas consultas online!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ZoneDiet às 09:00

Efeito de diferentes tipos de proteína na insulina, glicose e apetite – whey protein destaca-se!

Terça-feira, 25.03.14

Proteínas diferentes têm efeitos diferentes na saciedade (sensação de que já comemos o suficiente).
Uma investigação publicada no The British Journal of Nutrition verificou o efeito de proteína de atum, perú, clara de ovo e whey protein nos valores de glicose, insulina, apetite e ingestão alimentar de homens saudáveis com peso normal.

Cada participante em diferentes ocasiões consumiram amostras proteicas e foi recolhido sangue para avaliação, em jejum e 30, 60, 90, 120, 180 e 240 minutos depois de comer.
4 horas depois podiam comer o que quisessem num buffet.

As amostras de sangue permitiram concluir que a subida do nível de açúcar no sangue foi menor com a whey protein e com o atum, a insulina subiu mais com a whey protein e foi também esta proteína que permitiu um menor apetite – depois da ingestão de whey, os indivíduos comiam menos alimentos no buffet que foi servido 4 horas depois.

Portanto, a whey protein demonstrou efeitos mito interessantes na glicemia, na insulina e ajudou a diminuir o apetite – mais do que o atum, perú ou ovo.
Utilize por isso a whey protein no seu dia-a-dia ou com muita regularidade.

 

Mantenha-se na zona, a sua saúde agradece!
Conheça os nossos produtos e as nossas consultas online

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ZoneDiet às 09:00





mais sobre nós

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
2829